Desenvolvimento de conteúdos – Deixar para quem sabe

Zoom
Comunicar não é dizer. Comunicar é fazer passar a mensagem. Pode parecer fácil, mas não o é. Pode parecer pouco importante, mas não o é. No mundo dos negócios uma mensagem mal interpretada pode trazer repercussões elevadas.

O desenvolvimento de conteúdos é uma arte e uma ciência. Apresenta variáveis da maior importância, todas a considerar. A mensagem a passar, a definição dos destinatários, o método de transmissão, o enquadramento, e estes são apenas alguns exemplos.

Simplesmente imprescindível!

Na comunicação interna, em cada circular, em cada esclarecimento. Na comunicação externa, no contacto com clientes, com outras empresas ou instituições. Num website, ferramenta de divulgação massiva, ou na elaboração de um contacto específico. Na criação da imagem, através da definição do conceito, do posicionamento, dos eixos de comunicação; ou na rentabilização de algo que se entende como obrigatório, como é o caso de um Relatório e Contas. Até mesmo na escolha da designação da empresa (ser uma agência de comunicação global, por exemplo, é diferente de ser uma agência de publicidade).

Não é possível conceber um único projecto sem o desenvolvimento de conteúdos, pelo menos quando se ambiciona qualidade. Faz parte integrante do trabalho. Apresentar um trabalho sem conteúdos é como vender um automóvel sem motor, fazer uma bola-de-berlim sem creme, construir uma casa sem alicerces... Perde o sentido, a força, a dinâmica, a intenção. Basicamente perde a razão.

Mas desenvolver conteúdos não é para todos…

…assim como não o é o design, a estratégia, a programação, ou contacto com os clientes. È apenas para profissionais com formação na área e conhecimento na matéria.

Da mesma forma que não faz sentido pedir a um arquitecto para fiscalizar uma obra, também não o faz pedir a um designer para desenvolver conteúdos ou a um advogado para ler sentenças. Cada elemento deve ter a sua função específica e colocar os seus conhecimentos à disposição do projecto global. Só desta forma se consegue um resultado verdadeiramente profissional - tirando partido daquilo que cada um sabe fazer melhor.

Porque entendemos cada comunicação como uma oportunidade para fazer a diferença, para transmitir valor. Porque queremos que seja completa, direccionada, apelativa, eficaz. Porque, sendo de vital importância não pode deixar-se por mãos alheias. Porque deve ser efectuada por quem efectivamente entende as suas potencialidades e implicações. Porque sabemos do que fazemos e fazemo-lo da melhor forma.
 

 

 
 
Comente, divulgue, pergunte, contacte....